Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Cultura Racional’ Category

 

       O que é Cultura Racional?

       É o conhecimento da origem do ser humano. De onde ele veio, como veio, por que veio e o retorno à sua origem, mostrando como o homem voltara ao seu estado natural de ser Racional puro, limpo e perfeito. Tudo isto através das mensagens do Racional Superior, um ser extraterreno, publicadas nos livros Universo em Desencanto.

       É o conhecimento de retorno da humanidade ao seu verdadeiro mundo de origem, o Mundo Racional, através da energia Racional, que faz a ligação do ser humano ao Mundo Racional.

       O que é o Mundo Racional?

        O mundo Racional é o mundo puro, limpo, perfeito e sem defeito que deu origem a este que habitamos seus feitos e criações, ou seja, a gênese verdadeira deste mundo e do universo. O Mundo Racional fica muito acima do sol, bem mais distante do que da terra ao sol.   

       E devido a uns tantos Racionais entrarem por uma parte do Mundo Racional, que ainda não estava pronta para o progresso racional, e virem progredindo por conta própria, por livre e espontânea vontade, se deu então, o deslocamento desta parte (Planície Racional) do Mundo Racional.

       Esta parte chamada de planície Racional, não agüentando o peso do progresso, veio se deformando e se degenerando devido ao livre arbítrio dos Racionais que nela vieram progredindo por conta própria.

       E nas proporções que esta planície veio se transformando devido ao progresso, eles também vieram tomando formas diferentes daquilo que eram; corpos de energia puros, limpos, perfeitos e sem defeitos para corpos de matéria, até chegarem neste estado em que nos encontramos hoje. E devido a estas transformações que passamos juntos com a Planície, que não foram poucas, foram milhares.

       Essa planície se transformou nessa natureza e nós nesses seres que chamamos de animais racionais, ou seja, os seres humanos e, por isto ficamos esquecidos do que se passou com todos nós, devido a tantas transformações que fizemos, é por isto que tudo se transforma, como disse o cientista químico Frances Antoine Laurent de Lavoisier, que a lei da conservação das massas é que na Natureza, nada se cria, nada se perde tudo se transforma, esta é a lei natural das coisas. Então, nos livros Universo em Desencanto de Cultura Racional, nos relata com lógica, com base, com provas e uma infinidades de comprovações o porque do mundo e de tudo que nele existe, visível e invisível e também do universo, pois tudo é de origem Racional que se transformou do que era.

       Alem do retorno à sua origem, quais seriam os objetivos da Cultura Racional?

       É ligar o ser humano ao seu mundo de origem o Mundo Racional, pelo desenvolvimento Racional, que é obtido no ler e reler os livros Universo em Desencanto. A leitura do livro traz o perfeito equilíbrio na vida da matéria: físico, moral e financeiro, que culmina com a Vidência Racional, quando então, o leitor terá contato com os Habitantes do Mundo Racional, mundo de que somos originários e para o qual já estamos de volta.

       A Cultura Racional desenvolverá o raciocínio de todo ser humano, para que ele possa se conhecer e conhecer o mundo em que vive. Conhecer o porque é chamado de  animal racional para saber o que é Racional e saber o que é animal.

        Pois Racional é este brilhante ser, chamado de raciocínio, que se deformou, degenerou e se transformou e está aprisionado no corpo de matéria, ou seja, no cérebro. E que somente com a cultura do seu verdadeiro natural a Cultura Racional, contida nos livros Universo em Desencanto, é que poderá evoluí-lo e desenvolvê-lo para que retome a sua forma corpórea de ser e retorne ao seu verdadeiro estado natural. Deixando de ser animal racional com corpo de matéria, para ser Racional puro, limpo, perfeito e sem defeito em seu verdadeiro mundo de origem o Mundo Racional.

       Então, a força mais poderosa do mundo é a Força Racional, porque tudo que existe é de origem Racional. E é preciso que todos desenvolvam o Raciocínio, para que possamos adquirir a verdadeira consciência da paz, do amor, da fraternidade e da união de tudo e de todos.

       Pois, o Raciocínio uni e o pensamento divide e por isto eis ai as divergências que o pensamento causou. Todos são de uma só origem, de origem Racional, mas todos pensam diferentes, e por o pensamento ser diferente uns dos outros é que há discórdia, brigas, guerras, confusões entre seitas, doutrinas, ciências e religiões, pois cada qual quer defender os seus ideais de acordo com seus pensamentos. Há muito que todos pensam, e vêm fazendo de tudo para acertar e não encontram a forma, e só ficam por acertar. E o sofrimento provando e comprovando, que com o pensamento não somos capazes de acertar, devido todos pensarem diferente, pois o pensamento não foi feito para acertar, o pensamento foi feito para lapidar os pensadores, para que estes com o decorrer do tempo e da evolução natural da Natureza amadurecessem e viessem, a saber, e conhecer a origem do animal racional e do mundo em que vive através da mudança de fase da Natureza. Pois a Natureza mudou da fase de animal racional, para a fase de Aparelho Racional, que é a fase de todos conhecer a sua origem e o mundo de sua raça, o Mundo Racional. Por isto somos chamados de animais Racionais. Então, desde épocas remotas bem distantes, as modificações da Natureza e do ser humano sempre foram constantes, para a lapidação dos mesmos, até que chegasse ao ponto de completar a lapidação e entrassem para a atual fase da Natureza, que é a Fase Racional, para agora conhecer esta Fase e conhecer o mundo da origem de tudo e de todos através do livro Universo Em Desencanto de Cultura Racional.                 Não se conhecendo e não conhecendo o mundo de sua origem, não pode haver e nem se            chegar a Racionalização.

       Então, é preciso que todos se conheçam e se desenvolvam Racionalmente, para alcançarmos o objetivo comum entre todos nós, que é o equilíbrio moral, físico e financeiro, a paz, o amor, a união e a concórdia universal entre os povos e a Natureza, que reclama dos abusos que cometemos contra seus feitos e criações.

       E através de terremotos, maremotos, tufões, furacões, seca, frios e calor de matar, chuvas e enchentes demasiadas, é que a Natureza nos chama atenção.

       Estes são os maus tratos da Natureza, que ceifam milhares de vida, por transgredirmos os limites das leis naturais das coisas. E assim, vamos sofrendo as conseqüências dos nossos abusos contra a quem nos mantêm, e que é a dona de tudo e de todos aqui neste mundo deformado.  

       O ser humano é o parasita mais monstruoso que existe sobre a terra, em razão dos crimes hediondos que pratica contra as leis naturais.

       O homem é um vago bicho sem destino que nasceu em cima desta terra, sem saber por que nem para que.

       Nesta obra dos livros Universo em Desencanto, vamos saber e conhecer o porque.   

 Os livros Universo em Desencanto encontra-se no seguintes endereços:                     

                 Ipatinga….Rua Topázio 235 bairro Iguaçu.

                 Belo Horizonte….Rua dos Goitacazes 301, loja 305 Centro.                                                                                                                                                                               

  Site para consultas….www.universoemdesencanto.com.br

Anúncios

Read Full Post »


A grande mentira da vida é a própria vida das aparências, onde tudo parece verdade, mas tudo se acaba, tudo se transforma em outra coisa. E sempre se transformando em coisa menor.
Essa é a realidade que ninguém quer encarar. E quem não quer encarar a realidade vive de mentiras, vive de aparências, vive de ilusões. Aparências e mentiras são da mesma categoria na causa da infelicidade.
Não se podem dizer felizes, aqueles que vivem se enganando com aparências, se enganando com mentiras e achando que estão certos. Essa é a essência do encanto. Todos encantados por todos viverem de aparências de mentiras chamando isso de sonho que não se realiza. Sonho de mentiras.
Que loucura de mau senso! Que loucura desse povo que ainda teima viver no encanto. O encanto é o mundo da mentira. Feliz dia da mentira para todos que vivem e sobrevivem dela.
Quando as pessoas querem mudar de vida é porque elas querem ser melhores. Procuram, procuram e nunca desistem. A grande questão é: procurar aonde? Aonde procurar?
Querer mudar de vida, lamentavelmente, pode induzir as pessoas à vida de sonhos. E sonhar não é a melhor opção, principalmente quando o sonho não tem limites; e o que não tem limites acaba muito mal, porque está fora da lei, fora dos limites naturais.
Querer mudar de vida é buscar dentro da realidade toda e qualquer possibilidade que tenha acesso – nunca um sonho, nunca um gosto ou mania ou fantasia; querer mudar de vida é fazer por onde alcançar! É buscar dentro de uma realidade que muitos às vezes não enxergam, mas quem quer mudar de vida enxerga essa realidade.
Não falo de uma nova realidade, falo da realidade eterna, a realidade de sempre. Esta é a grande virtude da Escrituração Racional. Possibilitar a todos que desejam mudar de vida, enxergar a vida pelo ponto de vista da realidade eterna.
Nos ensina o Racional Superior: “Diante da IMUNIZAÇÃO RACIONAL não nascerão mais aí, e sim, em vez dos corpos tornarem aí a nascer, vão nascer na parte Racional. A Imunização vai tratando de transportar as sementes, que são a origem desses corpos, para a parte Racional e cá, então, formando outros corpos muito diferentes desses, na grande planície cá em cima, muito além do sol, onde estão os Racionais com o seu progresso de pureza, muito diferente desse; e na Escrituração vão saber tintim por tintim”.
Está aí o apanágio, a apoteose do Animal Racional. Mudar de um mundo inferior para um mundo superior, sem sofrimento e sem dor e nem tem que pegar nenhum disco voador, nem nave espacial, nem nenhum aparelho artificial.
Para conduzir a humanidade ao Mundo Racional, como diz o Racional Superior, a grande Planície lá em cima, ele também nos esclarece que já estamos todos equipados pela própria natureza com um aparelho original – é o Aparelho Racional.
Dirão alguns: -“isso tudo é depois da morte, não é mesmo? Uma coisa dessas, de mudar para outro mundo, só pode acontecer depois da morte!”
Pois é justamente ao contrário! Depois da morte o aparelho estará desativado e nada poderá ser feito neste sentido. Este Aparelho Racional, querendo dizer aparelho da verdadeira origem, tem sete “turbinas”. É um aparelho turbinado com sete partes para projetar a Energia Pura que está deformada dentro do calor além acima de todos os astros numa velocidade muito maior que a velocidade da luz.
Com este aparelho desenvolvido será feita toda a comunicação necessária com qualquer parte do Universo e do além universo – podemos resumir este estado de vida como sendo a integração completa do ser humano com a Natureza e com a origem de tudo e de todos, o Mundo Racional.
Uma turbina em cada parte do universo, que são as sete partes orientadas e direcionadas pela Imunização Racional e programadas para conduzir todos de volta à grande Planície de onde tudo e todos desceram. São as sete partes do por que assim somos: sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais. E que estas sete partes estão representadas em nosso corpo material sob a forma de Aparelho Racional.
O nosso corpo de matéria, com suas sete essências, é um Aparelho Racional. É como pegar sete órgãos alinhados em uma única estrutura de energia. Apenas para dar uma referência deste alinhamento, os gurus do oriente já demonstraram que é possível desenvolver esta linha de energia que foi batizada como “kundaline”. Isso, na linguagem do oriente.
A grande questão é que para se desenvolver essa energia em linha, ou kundaline, usando o pensamento ou com a meditação transcendental, é quase impossível. Apenas alguns grandes mestres do assunto é que descreveram ter alcançado esse estado de alinhamento energético.
Então, isto é apenas uma referência de comprovação. O Aparelho Racional é natural. E o que é natural não precisa de esforço para alcançar. É tudo uma questão da Energia em que está ligado.
Essa é a realidade que muitos ainda não conhecem. É a ligação da energiacerta! Qualquer aparelho precisa de energia para funcionar. Se estiver ligado numa energia errada entra em curto.
E o ser humano, a exemplo do sol que nos gerou está em curto, enquanto na classe de animal racional. Esse foi o principal motivo de toda infelicidade que vai pelo mundo. Porém, foi preciso e necessário para haver o desenvolvimento.
O Aparelho Racional é a essência que nos dá o sentimento nas sete partes do nosso corpo.
O sentimento não está apenas na mente, o sentimento está na energia essencial que compõe estas sete partes de nosso organismo; a gente sente com o corpo todo, notadamente no coração. O sentimento reside predominantemente no coração que assim representa o Sol em nosso organismo.
Sem o coração não há cérebro, sem o cérebro não há comunicação. Nada é independente.
Sem a parte cerebral, o coração não “vê a Energia” e não poderá sentir. O sentimento está
em nosso corpo, mas na glândula pineal, dentro do cérebro, está uma peça que monitora toda a atividade de comunicação deste aparelho e que é capaz de “ver a Energia” em todos os níveis. A glândula pineal funciona como a antena da comunicação com os supra-mundos e com os infra-mundos, inclusive com a Grande Planície que está lá em cima.
Na glândula pineal está materializada a Energia do Habitante do Mundo Racional.
Nesta comunicação do Aparelho com o Mundo Racional, reside todo o fundamento dessa transição de um corpo de matéria elétrica e magnética se transformar, em vida, em um corpo de matéria de Energia Racional.
O corpo de matéria elétrica e magnética é a casca grossa dessas sete partes alinhadas e ligadas à fonte de energia elétrica e magnética. São as sete partes encantadas pelo obscurantismo, proporcionando um lazer de ignorância, de aparências e de eternas insatisfações.
Por isso o sete é conta de mentiroso.
O corpo de matéria de Energia Racional é a mistura fina das mesmas sete partes alinhadas e ligadas à fonte de Energia Eterna, a Energia Racional, do nosso verdadeiro Mundo de Origem – é o corpo de matéria essencial, ou corpo das sete essências desencantadas, com toda a verdadeira solução da vida, que é retornar ao seu estado original.
Relembrando que esta mudança de organização das sete partes grosseiras para as sete partes essenciais é feita em vida, durante a vida deste corpo de matéria ou, melhor, dizendo, durante a vida deste aparelho.
Quem lê o Livro Universo em Desencanto, ou até mesmo na simples menção de pegar este livro, já induz seu aparelho Racional à ligação com a Energia Racional, por ser este um fator natural. É como o sol que alumia a todos, mesmo que nunca tenha estudado Astronomia.
Fácil assim!
Esta comparação é apenas para nos lembrar que o desenvolvimento deste Aparelho Racional, que é o corpo essencial do nosso corpo de matéria, será alcançado muito naturalmente e em vida, porque foi feito para ser assim. Desenvolver-se Racionalmente é como que “chover no molhado”; já é, não vai ser.
Naturalmente, para haver o desenvolvimento do Aparelho, primeiro precisa desenvolver o Raciocínio para desencantar da massa grosseira que nos envolve. É preciso tirar a “casca grossa” dos pensamentos ilusórios e artificiais que nos afligem e nos causam sofrimento e dor. É preciso primeiro conhecer a realidade como ela é, pelo desenvolvimento cultural do raciocínio.
Está aí a principal finalidade da leitura do livro Universo em Desencanto – desenvolver o raciocínio culturalmente, combatendo as falsas idéias ou falsos ideais da matéria e admitindo em si o verdadeiro ensinamento da vida.
Idéias se combatem com idéias, porém jamais poderemos ser contra os ensinamentos.
Racional é a favor de todos os ensinamentos, porém, há que se combater as falsas idéias criadas pelos ensinamentos mal assimilados. Isto é uma forma inteligente de ver o desenvolvimento do raciocínio.
Por ser inteligente, é que este desenvolvimento propicia o verdadeiro avanço para começar a desenvolver o Aparelho Racional e, como conseqüência natural destes dois progressivos desenvolvimentos, do raciocínio e do aparelho, advém o evento da Vidência Racional.
Raciocínio desenvolvido, aparelho desenvolvido, surge a Vidência Racional, vendo tudo que era invisível ao corpo de matéria, não apenas as formas invisíveis, como também a Energia que constitui tudo e todos os seres deformados e a Energia Eterna.
Aí estaremos todos, que quiserem mudar de vida, no fim da transição deste corpo de matéria para a vida Racional, começando, então a grande jornada de retorno ao nosso Mundo de Origem, que é o desenvolvimento da desmaterialização da energia da glândula pineal feita pela Imunização Racional.
Antes disso, poderemos nos contentar com uma atraente clarividência dos fatos que estão ligados à Energia Racional. São as intuições e orientações que nos acodem em diversos momentos desta vida material. Intuições positivas, orientações naturais para a manutenção do necessário e para a manutenção deste corpo de matéria que está sendo recuperado da massa falida, em transição para um mundo melhor, o Mundo Racional.
(Colaboração do Prof. Porfírio J. Neves
Rádio Tropical 830 AM – RJ
http://www.programaavozracional.com.br)
http://www.culturaracional.com.br
http://www.encontroracional.com.br

Read Full Post »

A maioria das pessoas trabalha, diverte, viaja, dorme, enfim, tem uma infinidade de atividades em sua vida, sem nem ao menos desconfiar do que está por detrás dos bastidores daquela sua vida aparente.
São reinados poderosos do invisível, os quais trabalham incansavelmente para justificar nossas vidas, acomodando-as dentro daquilo que devam de ser, para que alcancemos a compreensão da vida verdadeira, que não é material, para que, de posse dessa compreensão, tenhamos condições de realizar aqui na vida da matéria, uma união de paz, amor, fraternidade e de concórdia universal.
Mas, por falta de sabedoria verdadeira, por falta de conhecimento verdadeiro da vida, os animais Racionais sempre viveram em confusão, tendo a matéria, que nada é, como tudo sendo.
E se nos iludimos tanto com a matéria, foi por falta de um conhecimento na Terra que nos provasse e comprovasse QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS.
E hoje, graças à mudança de fase da natureza, que mudou da fase do pensamento para a Fase Racional desde 1935, essa união de paz, amor, fraternidade e concórdia universal, agora já é possível, pela Cultura Racional, através desenvolvimento do raciocínio.
Por quê?
Por ser o raciocínio um habitante do MUNDO SUPREMO, de onde somos originários, e que está materializado em forma de máquina do raciocínio.
Temos repetido muito isso neste espaço, para que nossos queridos Amigos se conscientizem da grandeza que trazemos, cada qual, dentro de nós mesmos.
E que grandeza é essa?
Essa grandeza é a ENERGIA RACIONAL, que é um Habitante do Mundo Superior de onde somos originários, o MUNDO RACIONAL.
Ela está materializada na glândula pineal, como máquina do raciocínio. É idêntica em todas as cabeças humanas e corresponde ao raciocínio.
Portanto, o raciocínio é UM só ser universalmente, sendo, assim o autêntico filho de DEUS, o representante de DEUS, a centelha Divina, da qual cada ser humano é portador.
É o filho ÚNICO de DEUS.
E somente, minha gente, quando conheci a CULTURA RACIONAL, vim a compreender a grandeza das palavras:
“De tal maneira DEUS amou o mundo, que lhe deu seu filho ÚNICO, para que todo nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna.”
Antes de conhecer a Cultura Racional, fazia uma tremenda confusão e dizia:
“Se todos somos filhos de DEUS, que contradição é essa de falar em filho ÚNICO?”
Ainda bem que guardei isso comigo e passei silenciosamente a pesquisar tudo que encontrava, para ver se entendia o sentido real daquelas palavras, na certeza de que tudo que não entendemos é por deficiência da nossa pessoa, já que sempre acreditei que a VERDADE se alcança por mérito, através do respeito a tudo e a todos e da busca sincera e séria.
Hoje, estudando a CULTURA RACIONAL, com alegria posso dizer, que aquilo que constituía enigma para mim, agora se tornou a chave da porta de minha salvação.
Salvação da ignorância, salvação do atraso, salvação da brutalidade, salvação da ferocidade, enfim, salvação da inconsciência em que eu vivia mergulhada por não me conhecer.
Não tenho como agradecer à Mãe Natureza de me ter encaminhado, com tanto carinho e me conduzido para este caminho de LUZ, onde logo, logo me foi desvendado este enigma do FILHO ÚNICO.
Aí é que fiquei sabendo que cada ser humano é um aparelho feito pela natureza, que traz dentro de si a representação de dois mundos, representações essas que estão dentro de nossa cabeça.
Que mundos são esses?
O Primeiro Mundo, o MUNDO RACIONAL, de onde somos originários, onde a energia é uma só, a ENERGIA RACIONAL, pura, limpa e perfeita e, por assim ser, eterna.
E o segundo mundo, que é a deformação de uma pequena parte do Primeiro Mundo. E por ser este segundo mundo, um mundo deformado, é formado por duas energias de naturezas opostas: a energia elétrica e a energia magnética – duas energias.
A ENERGIA RACIONAL é UMA SÓ, é a ENERGIA do Verdadeiro DEUS, que criou os Habitantes do MUNDO RACIONAL, todos corpos de ENERGIA RACIONAL, que, por ser uma só, todos os filhos de DEUS são UM SÓ.
A ENERGIA RACIONAL, que está materializada em nossas cabeças, que é o raciocínio, é o filho ÚNICO de DEUS.
Por que?
Porque não foi DEUS que criou as energias elétrica e magnética, que são uma deformação daquela pequena parte do MUNDO RACIONAL, onde uns tantos Habitantes do MUNDO RACIONAL adentraram, dando causa à deformação daquela pequena parte, uma PLANÍCIE RACIONAL.
Portanto, nós, seres humanos, trazemos dentro de nós um Habitante do MUNDO RACIONAL, que foi o causador daquela deformação, que veio a constituir esse segundo mundo em que vivemos. Esse Habitante do MUNDO RACIONAL está materializado dentro de nossas cabeças, como máquina do raciocínio, na parte central do cérebro, no istmo do mesencéfalo, e que representa o MUNDO RACIONAL.
E essas energias elétrica e magnética, são viventes invisíveis habitantes deste segundo mundo deformado, que têm também suas representações dentro de nossas cabeças.
A representação da energia elétrica, que é um habitante elétrico invisível do segundo mundo, e que esse habitante está materializado dentro de nossa cabeça como máquina do pensamento, no lado direito do nosso cérebro.
E a representação da energia magnética, que é um habitante magnético invisível do segundo mundo, e que esse habitante magnético está materializado dentro de nossa cabeça como máquina da imaginação, no lado esquerdo do nosso cérebro.
Então, são três habitantes materializados dentro de nossa cabeça. Um, do PRIMEIRO MUNDO, o MUNDO RACIONAL, que é o raciocínio. Dois do SEGUNDO MUNDO, que são o pensamento e a imaginação.
O elétrico e o magnético, pensamento e imaginação, por serem deformados, são diferentes em cada cabeça humana, sendo conduzidos pelos seus correspondentes invisíveis elétricos e magnéticos, habitantes deste segundo mundo em que vivemos – pensamento e imaginação.
O raciocínio, ficou sem funcionar, por estar fora do seu mundo natural, o MUNDO RACIONAL, e somente entra em desenvolvimento para posterior função, com sua ligação na ENERGIA RACIONAL, a energia do PRIMEIRO MUNDO, o MUNDO RACIONAL.
Portanto, os habitantes elétrico e magnético que estão materializados dentro de nossa cabeça como pensamento e imaginação, são filhos da energia elétrica e magnética deste segundo mundo deformado em que vivemos.
E, assim, não são filhos legítimos de DEUS, porque não foram criados por DEUS, foram uma conseqüência da deformação da Planície Racional, aquela pequena parte do MUNDO RACIONAL, onde os Habitantes do Mundo Racional, adentraram. Os mesmos Habitantes do MUNDO RACIONAL que hoje estão materializados em forma de máquina do raciocínio.
Portanto, os Habitantes do MUNDO RACIONAL, que estão materializados em forma de máquina do raciocínio, e que são exatamente idênticos dentro de cada cabeça, constituindo Um só SER, é que são os filhos legítimos de DEUS, criados por DEUS, o RACIONAL SUPERIOR, no MUNDO RACIONAL.
Concluindo então, o desvendamento do enigma: o FILHO ÚNICO de DEUS é o raciocínio, porque o pensamento e a imaginação são filhos da natureza deformada, elétrica e magnética, que assim se deu essa deformação, por uso do livre arbítrio de uns tantos Habitantes do MUNDO RACIONAL que entraram naquela pequena parte do MUNDO RACIONAL, a Planície Racional, que não estava pronta para entrar em progresso.
E quem tem mantido o FILHO ÚNICO de DEUS dentro de nossas cabeças nesses milhões de milênios, que a gente vem nascendo e morrendo, nascendo e morrendo e sendo sempre os mesmos a nascer e morrer?
DEUS, minha gente, que é a ENERGIA RACIONAL que lhe dá causa. E em segundo plano essa natureza deformada em que vivemos, que fabrica o aparelho elétrico e magnético, o corpo de matéria, que conduz este Habitante do MUNDO RACIONAL.
Para ver, como estamos fora de lugar. Para ver como não temos direito algum de neste segundo mundo estar vivendo, porque aqui não é nosso lugar, nosso habitat verdadeiro.
A Natureza vem mantendo esse nosso corpo de matéria, há milhões de milênios, conduzindo-nos através do pensamento e da imaginação, até que chegasse a época de estarmos preparados para sermos resgatados e conduzidos ao nosso mundo verdadeiro, o MUNDO RACIONAL.
E esse retorno é feito pela ENERGIA RACIONAL, que são Habitantes do MUNDO RACIONAL, nosso habitat natural. Esses Habitantes do MUNDO RACIONAL estão agora na Terra, acompanhando cada estudante de Cultura Racional e promovendo o desenvolvimento do Habitante do Mundo Racional, que está materializado em nossas cabeças em forma de máquina do raciocínio.
Não só o desenvolvimento do raciocínio, como também o desenvolvimento da vidência Racional, aparelho Racional e a desmaterialização da máquina do raciocínio.
Com a desmaterialização é feito o retorno do raciocínio, do FILHO ÚNICO DE DEUS, ao MUNDO RACIONAL, para de lá ele comandar o ser humano, para reconstrução do mundo em que vivemos num mundo de união de paz, amor, fraternidade e concórdia universal.
E quem não quiser crer no raciocínio, no FILHO ÚNICO DE DEUS, procurando desenvolvê-lo, não poderá retornar à origem, descendo para as classes inferiores e perecendo, morrendo para a vida eterna, que é o MUNDO RACIONAL.
Portanto, minha gente, só quem não reconhece direitos, é que não reconhece limites. E precisamos reconhecer os direitos do raciocínio se desenvolver para voltar de onde saiu.
Assim vamos mostrar ao nosso PAI SUPREMO, que já aprendemos a lição de que errar tem limite.
Toda a humanidade precisa reconhecer que não tem o direito de viver pensando e imaginando, pois, em assim fazendo, estará impedindo o retorno do FILHO ÚNICO de DEUS ao seu verdadeiro estado natural de RACIONAL PURO, LIMPO e PERFEITO.
Ainda mais na fase em vigor, que é a FASE RACIONAL, a fase para retorno do raciocínio ao MUNDO RACIONAL.
Chegou, minha gente, o limite da fase inconsciente, da fase do pensamento, desde 1935. E, por isso, a fase do pensamento terminou, causando todo o cáos que estamos assistindo no mundo afora.
Por isso, o pensamento não resolve mais nada.
E quem não quiser respeitar esse limite e continuar pensando na fase do desenvolvimento do raciocínio, que é a FASE RACIONAL, vai mesmo perecer para a vida eterna, continuando na vida de transformações da matéria, nas classes inferiores de bicho irracional, porque a natureza é de transformações: nada se perde, nada se cria, tudo se transforma de uma vida para outra e de uma forma para outra.
Portanto, muita alegria, porque enfim chegou a fase do FILHO ÚNICO DE DEUS retornar ao seu verdadeiro estado natural de Racional puro, limpo e perfeito, com seu corpo de massa cósmica pura, limpa e perfeita e com seu progresso de pureza no MUNDO RACIONAL, de onde todos somos originá
http://www.culturaracional.com.br
http://www.encontroracional.com.br

Read Full Post »

 

Estamos vivendo uma fase única, com características muito especiais, jamais encontradas anteriormente neste velho e sofredor mundo em que vivemos.
Passamos por milhares de anos buscando, fora de nós, uma forma de equilíbrio, que nos permitisse viver em paz com tudo e com todos, mas, principalmente conosco mesmos.
Mas, por estarmos ainda muito embrutecidos, achávamos que este velho mundo era o mundo verdadeiro, que este mundo era eterno, mesmo vendo que tudo se transforma. E por assim pensarmos, queríamos encontrar nesse velho mundo a solução de uma vida de harmonia.
Nem vendo a diversidade de elementos existentes nesse mundo, onde existe o bem e o mal, o macho e a fêmea, o frio e o calor, não conseguíamos enxergar a impossibilidade de estar neste mundo com essa diversidade de elementos, o ponto de equilíbrio do ser RACIONAL.
O ser RACIONAL é o ser que está acima do bem e do mal, que o bem existente neste mundo de sofrimentos, ainda não é o bem verdadeiro. Sim, porque se fosse o bem verdadeiro, há muito já teria vencido o mal e teria conduzido toda a humanidade e o tudo existente neste mundo para uma união de paz, amor e fraternidade verdadeiras.
O ser RACIONAL, portanto, é o ser DIVINO, sim, divino, sim, porque está acima do bem e do mal.
Este ser RACIONAL, sendo buscado arduamente na matéria, que é um conjunto do bem aparente com o mal, é um conjunto elétrico e magnético, jamais poderia mesmo ser encontrado.
E foi nessas buscas milenares do ser RACIONAL na matéria, que, todos nós, nos tornamos cada vez mais ligados à matéria e distanciados do ser RACIONAL, o ser DIVINO.
E por que DEUS não interveio nessa busca e nos mostrou o canal certo há mais tempo? Muitos perguntarão.
Porque ELE é um SER SUPREMO RACIONAL, não é contra nada, não é contra ninguém e não comete ingerências na vida de ser nenhum. Ingerência é se intrometer no livre arbítrio dos demais seres.
Mas, advertências não faltaram.
Somos originários de DEUS, o SUPREMO RACIONAL, que constitui o MUNDO SUPREMO, por ele criado, um mundo completamente diferente deste segundo mundo em que vivemos e do qual somos os únicos responsáveis e causadores.
Quando habitávamos o MUNDO SUPREMO, junto ao ser RACIONAL SUPREMO, que é DEUS, um mundo de energia pura, limpa e perfeita, gozávamos de pleno equilíbrio e de pleno uso da vontade.
E pela liberdade que tínhamos, resolvemos dar expansão a ela, dando causa a este universo deformado em que vivemos, onde nada é igual, nada é perfeito e, por isso, está em constante transformação para voltar à perfeição.
Quando decidimos dar expansão a essa vontade, fomos advertidos por DEUS, o ser SUPREMO RACIONAL, que essa expansão daria causa ao sofrimento, coisa que não conhecíamos. E, assim, por não conhecermos o sofrimento, decidimos continuar aquela empreitada, deixando de ouvir as advertências do SER SUPREMO RACIONAL.
O resultado de tudo isso hoje estamos sentindo em nossa própria pele: perdemos a consciência do SER RACIONAL e constituímos a consciência animal, que é a consciência que desenvolvemos nesse segundo mundo – do pensamento e da imaginação.
Mas, não perdemos o vínculo com o SER SUPREMO RACIONAL. Este vínculo está dentro de nós e, não fora, aguardando que cada um, por si mesmo, se conscientize da existência desse vínculo e procure desenvolvê-lo. Este vínculo é o raciocínio, que é o Habitante do MUNDO RACIONAL que sempre fomos, mas que está materializado em forma de máquina do raciocínio dentro de nossas cabeças, como Glândula Pineal.
Por isso, chamamos à atenção todos os nossos irmãos semelhantes, para a peculiaridade da fase em que estamos vivendo. Uma fase em que cada um é responsável por si mesmo, já que cada um carece de compreender que ninguém, ninguém mesmo, poderá desenvolver algo que está dentro de você e, em assim sendo, ninguém poderá fazer nada por ninguém nesse sentido, mas que cada um tem a liberdade de procurar desenvolver este poder incalculável que tem e que não está em função, por falta da vontade em procurar fazer por onde desenvolvê-lo.
O SER SUPREMO RACIONAL, sempre esteve a olhar o mundo, mas, agora está aguardando que cada um se decida a se ligar à ENERGIA RACIONAL, a energia do SER SUPREMO RACIONAL, a energia de DEUS, para que o mundo fique por conta de DEUS e, não, dos seus habitantes, que tem os visíveis, que somos nós e tem os invisíveis, que sempre nos governaram através do pensamento e da imaginação, nos preparando para este momento único e recuperador do animal Racional, a FASE RACIONAL.
Nossa história até chegar aqui é muito longa. Lendo os Livros da ENERGIA RACIONAL, UNIVERSO EM DESENCANTO, vocês irão saber, compreender e entender o porquê de tudo. O porquê da necessidade de haver tantas filosofias diferentes, tantas ciências diferentes, tantas doutrinas diferentes, tantas ideologias diferentes, tantas seitas e religiões diferentes, tantas bíblias diferentes e passarão, com absoluta certeza, a respeitar todas, por passarem a ter consciência positiva Racional do porquê da existência de tudo isso, que foi a longa preparação que tivemos que passar, para resgatar a grande dívida que fizemos ao sair do nosso mundo verdadeiro natural, o MUNDO RACIONAL.
Quando se inteirarem de tudo isso, passarão a desenvolver um amor completamente diferente do amor que hoje conhecem, um amor eterno, puro, sem aparências, um amor incondicional por tudo, por todos, mas, principalmente, um amor incomensurável pelo SER SUPREMO RACIONAL, que é DEUS.
É quando então, quando todos assim estiverem nessa condição sublime, é que o mundo ficará por conta de DEUS e, não por conta de seus habitantes.
Vamos juntos, meus irmãos, acelerar esse apoteótico dia do mundo ficar por conta do nosso PAI VERDADEIRO, procurando estudar o que a nossa Mãe NATUREZA nos trouxe do nosso PAI VERDADEIRO, que é o conhecimento completo da nossa verdadeira história, desde que saímos da nossa origem eterna até nos deformamos nesta vida de matéria, como animais Racionais.
Esse conhecimento é imprescindível para que sejamos UM por todos e todos por UM, e esse Um é o SER SUPREMO RACIONAL, que está à espera de todos no nosso verdadeiro mundo de origem, o MUNDO RACIONAL.
ALEGRIA MINHA GENTE, JÁ QUE AGORA A NOSSA SALVAÇÃO, QUE O NOME CERTO É RETORNO À ORIGEM, não depende de ninguém mais, só mesmo de nós próprios.
VAMOS RACIOCINAR!
http://www.culturaracional.com.br
http://www.encontroracional.com.br

Read Full Post »

 

Minha Gente muito Querida que visita este espaço:
O que é ser culto?
Tem gente que pensa que ser culto é ter informações sobre tudo o que existe, que ser culto é ser bem informado.
Outros se referem a alguém como muito culto, por essa pessoa ter um currículo escolar muito bom, com muitas graduações de nível superior, pós-graduação, doutorado e outras mais.
Mas, minha gente, nada disso deve ser considerado como referência para considerar culta ou não uma pessoa.
Se formos nos basear na cultura artificial que tem conduzido a humanidade até os dias de hoje, vamos encontrar mais de 167 conceitos diferentes de cultura.
Então, como o pensamento é variante, cada um pensa diferente do outro. E está aí a confusão formada, com esse número grande de conceitos diferentes sobre cultura. Ser culto, então, teria mais de 167 significados.
Estão vendo, minha gente, como o pensamento é confuso?
Porém, quando a gente passa a estudar a CULTURA RACIONAL tudo isso se simplifica.
Uma pessoa culta, é toda aquela que está com o raciocínio completamente desenvolvido e evoluído, por estar no raciocínio, a cultura verdadeira da Natureza.
A cultura verdadeira da Natureza é natural. Natural é o nosso estado original, de onde viemos e para onde vamos. E se somos animais Racionais é porque nossa origem é RACIONAL. E o nosso natural sendo RACIONAL, a cultura natural é RACIONAL, e o mundo de origem do animal Racional é o MUNDO RACIONAL.
O MUNDO RACIONAL, que é a origem verdadeira da humanidade, é um mundo de energia pura, limpa perfeita e, por assim ser, é um mundo eterno, muito diferente deste mundo material em que nós nos encontramos, que é um mundo de imperfeições, provisório e passageiro.
E isso temos explicado muito aqui neste espaço.
Então, minha gente, quando a gente começa a compreender a diferença entre a CULTURA RACIONAL e a cultura artificial, é quando a gente começa a trilhar o verdadeiro caminho da cultura.
E, assim, é preciso conhecer bem essa diferença, para saber o objetivo da cultura artificial e o objetivo da CULTURA RACIONAL.
A cultura artificial é uma cultura material.
Por que material?
Porque foi feita pelas energias elétrica e magnética, pensamento e imaginação, duas energias do chão, que compõem e constituem este universo material perecível em que vivemos.
Sendo que este universo material, elétrico e magnético, tem a parte invisível e a parte visível.
A parte invisível é que gera, cria, mantém e governa a parte visível.
Para que?
Para manter a parte visível em lapidação. Manter os seres materializados no chão, para sua lapidação. E em se tratando dos seres humanos, todos sendo lapidados para, depois de bem lapidados, estarem preparados para conhecer uma cultura superior, que é a cultura verdadeira do animal Racional, a cultura do 1º mundo, o MUNDO RACIONAL, que deu origem a este segundo mundo em que vivemos.
E essa cultura do 1º mundo é a Cultura Racional, cujo objetivo é elevar o animal Racional para a condição de Racional, condição essa onde o ser humano passa a conhecer como retornar ao seu verdadeiro estado natural de Racional puro, limpo e perfeito, no MUNDO RACIONAL.
Então, a CULTURA RACIONAL é para ligação da humanidade ao MUNDO SUPERIOR, origem verdadeira.
E a cultura artificial é para manter a humanidade ligada no chão, na matéria, para sua lapidação.
E enquanto a pessoa não estiver bem lapidada – que lapidação é sofrimento puro – então, enquanto a pessoa não estiver bem lapidada, continua à mercê do sofrimento, tendo o sofrimento como guia.
E tendo o sofrimento como guia, tudo que essa pessoa faz e decide a conduz aos desacertos, para manter seu sofrimento e, através do sofrimento, ir compreendendo, ir chegando à conclusão da necessidade de se desprender da matéria e de buscar um rumo diferente daquele que essa pessoa conhece. Um rumo que seja capaz de tirá-la desse mundo de sofrimento e de dor, desse mundo material.
E, aí, ao buscar com sinceridade, irá, com certeza, encontrar o certo de sua vida, que o certo é um só e que se encontra no seu antes de ser o que é.
E no seu antes de ser o que é, está a sua origem verdadeira, porque não há efeito sem causa.
Está aí o porquê a cultura artificial filosófica e científica é uma cultura material.
A cultura para conduzir todos à lapidação do chão, da matéria.
E nessa lapidação, tirar nosso atraso, nossa rudez e brutalidade.
Está aí o objetivo da cultura filosófica e científica: a lapidação.
E esse trabalho de lapidação é feito pelas duas energias da matéria, elétrica e magnética, que trabalham juntas, tal como uma moeda com suas duas faces, o bem e o mal.
O lado do bem é o chamarisco para levar os viventes ao sofrimento. É o bem aparente.
O vivente é ludibriado pela energia elétrica que o conduz a uma situação aparentemente boa, onde o vivente se sente alegre, feliz, em paz e com um grande bem-estar.
Ah, aí está o perigo!
É o desconhecimento da vida que faz com que o vivente fique iludido com aquele bem aparente.
E, aí, vai fundo, se entrega àquela situação aparente de felicidade e bem-estar.
Aí, quando acha que enfim encontrou a paz e a harmonia, o outro lado da moeda, a energia magnética, entra, sorrateiramente em ação e coloca abaixo toda aquela situação aparente de felicidade e de paz.
Tudo aparência!
Vejam, amigos queridos, quantos exemplos temos disso pela vida afora.
Um belo passeio, aonde todos vão felizes e alegres; e acaba, muitas das vezes, em fatalidades cruéis.
Os casamentos e as uniões, que pareciam ser um mar de rosas eterno; e terminam numa relação intragável e difícil de se levar, quando não acabam em separações turbulentas, onde ambos se tornam inimigos. E, às vezes, um tirando a vida do outro. E eram tão apaixonados no início, diziam se amar tanto! Tudo aparência!
E os amigos que muitas vezes se encontram em bares ou festas, naquela grande alegria, para se confraternizarem, para uma diversão. E nesses encontros, quantos acabando em discussões por coisas à toa, sem sentido, gerando brigas às vezes fatais.
E a alegria de se ingressar numa faculdade, na esperança de naquela escola encontrar o caminho certo para sua realização pessoal.
E lá chegando, muitas vezes por influências dos colegas, que se dizem amigos, a pessoa acaba se embrenhando no caminho das drogas ou em confusões organizadas para protestar coisas, que aqueles alunos nem sabem o porquê aquelas coisas ou situações existem.
É, porque tudo tem uma razão de ser, porque tudo tem um dono invisível, que arquitetou isso ou aquilo exatamente para criar a confusão.
Olha, minha gente, os exemplos estão em todos os lugares e situações e são incontáveis.
Toda essa confusão no mundo é meticulosamente arquitetada no invisível, antes dela acontecer no mundo visível.
Ninguém faz nada. Todos são marionetes manipulados pelas forças elétricas e magnéticas, que constituem essa moeda de duas faces, que é o pensamento lapidador.
Mas, quem nada disso conhece, vai aceitando tudo como grande coisa e como se tudo que fizesse fosse de sua própria autoria.
Quanta inconsciência!
Quanto atraso!
Tanto sofrimento no mundo, tanta derrota, feita pela aceitação cega dessa cultura filosófica e científica; e os viventes estão custando a acordar para a realidade negativa e destrutiva dessa cultura embusteira, que há milhões de milênios leva os viventes à destruição de si mesmos e da natureza.
Para ver o que é a cultura do pensamento, filosófica e científica. Muito boa, mas, somente para lapidar.
Para ver o que é o pensamento.
Enquanto a humanidade viver desconhecida de si mesma, continuará assim, sendo ferramenta do pensamento, adotando essa cultura artificial materialista, para manter a desunião de toda a humanidade.
E sem união, não há paz.
Para colocar fim nessa inconsciência doentia, é preciso que todos passem a se conhecer, para deixarem de ser instrumentos de sua própria ruína.
É preciso que cada qual se governe.
E para que cada qual se governe, é preciso desenvolver o raciocínio.
Pois, o raciocínio é uma energia ETERNA, materializada dentro de nossas cabeças e que, ao ser desenvolvida e evoluída, essa energia passa a ter função ativa, nos desligando desse comando invisível do pensamento elétrico e magnético.
É preciso se conhecer.
Não há outro caminho, para quem quiser parar de sofrer.
E para se conhecer, todos precisam saber quem são, de onde são, de onde vieram e para onde vão.
E tudo isso, as explicações minuciosas e detalhadas sobre tudo isso, somente poderão ser encontradas na cultura do raciocínio, a CULTURA RACIONAL, a cultura do desenvolvimento do raciocínio, vinda do nosso verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, para desligamento de toda a humanidade dessas duas energias do chão, elétrica e magnética, pensamento e imaginação; e, com esse desligamento, fazer a ligação certa e correta da humanidade ao seu Verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, o mundo do Verdadeiro Deus, que é um SER Racional como nós, porém, SUPERIOR, e por isso se trata o RACIONAL SUPERIOR.
Portanto, a cultura artificial é a cultura para manter todos ligados ao chão, para sua lapidação, sendo, portanto, uma cultura materialista.
E a CULTURA RACIONAL, a cultura para tirar todos do chão, ligando todos ao MUNDO SUPREMO, o MUNDO RACIONAL, que é de onde viemos e para onde vamos, o mundo dos eternos.
A opção é sua, leitor amigo!
Mas, saiba, que a natureza mudou de fase, desde 1935, com a entrada da Fase Racional, do desenvolvimento do raciocínio.
E de forma, que aqueles que optarem por continuar ligados à matéria, sob o comando do pensamento elétrico e magnético, não nascerão mais como animais Racionais, porque com a mudança de fase, o pensamento e a imaginação passaram a governar somente os animais irracionais, tendo fim a classe do animal Racional, que está em extinção.
Os animais Racionais que passam para a Fase Racional, tonam-se Aparelhos Racionais, subindo de classe, porque estão estudando a Cultura da ENERGIA RACIONAL e a ela se aparelhando.
Portanto, os que continuarem sob o comando do pensamento e da imaginação, continuarão ligados à vida do chão, ligados às energias elétrica e magnética, se transformando para a classe inferior dos animais irracionais, porque não há efeito sem causa. A pessoa se transforma na energia em que estiver ligada.
E sobre isso já explicamos muito aqui neste blog.
E, assim, minha gente, está aí na Cultura Racional, o final da verdadeira odisséia do animal Racional, por não ser uma cultura material, do chão, e, sim, uma cultura das mais elevadas que existe, uma cultura de cima, do primeiro mundo, uma cultura sem rival, por ser a verdadeira cultura de DEUS, a verdadeira linha de DEUS, o encontro com DEUS, o encontro RACIONAL.
E por ser uma cultura extra cósmica, da verdadeira origem da humanidade e de tudo existente, não alimenta fantasias, sonhos e ilusões, porque os sonhos, as fantasias e as ilusões é que mantiveram, por longas eternidades, o Habitante do MUNDO RACIONAL, o raciocínio, preso pelo magnético nessas trevas inconscientes do chão.
Portanto, o raciocínio é a máquina do mundo da razão da vida, o MUNDO RACIONAL.
E o pensamento e a imaginação, duas máquinas do chão, da degeneração e da deformação da vida, para lapidação de todos que estão ligados na vida do chão.
E, assim, está aí o que é um vivente verdadeiramente culto. É aquele que não mais alimenta aparências, estando ligado à Energia Racional e sendo comandando por ela e, por isso, ama o próximo como a si mesmo e faz o bem sem olhar a quem, porque passou a se conhecer na Cultura Racional, tornando-se culto Racionalmente, por ter compreendido e entendido que o leme real da vida é um só:
RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!
http://www.culturaaracional.com.br
http://www.encontroracional.com.br

Read Full Post »

 

Minha Gente muito Querida que visita este espaço!
O encantamento com a vida da matéria é a cruz da vida da matéria.
Por desconhecer a vida da matéria e ignorar o que seja a vida verdadeira, o vivente se apega e se encanta com a vida da matéria e todos os seus pertences.
É muito triste a pessoa não se conhecer!
Não saber quem somos, de onde viemos e para onde vamos e como vamos.
E por não saber, o vivente vive distraído, como um animal qualquer, se encantando com tudo que é de material, sendo ludibriado por tudo quanto é de material, vivendo como um papagaio, fazendo tudo que todos fazem, sem saber se é o certo ou se é o errado.
Vive numa inconsciência profunda, conduzida pelo pensamento e a imaginação.
Pensa que é o que não é. Imagina que é o que não pode ser.
Vive sem base, numa vida sem lastro, sem consistência, por sua base ser a mentira criada e forjada pelo pensamento e a imaginação.
Como criança que tudo vê aparentemente, mas que não conhece os perigos que estão por trás de tudo que pensa que enxerga, mas não enxerga.
O mundo está habitado por simples joguetes da natureza inferior, o pensamento e a imaginação, a mente inferior, a mente atrasada, rude e ludibriadora.
Que, pelo desconhecimento da vida, vão, guiados pelas vontades e pelos desejos, nascidos da ilusão da vida, ambicionando tudo o que é de material, para sua própria destruição.
E o ponto crucial, o mais grave de todos na vida, é não se interessar em conhecer o que a vida é.
Passa pela vida, por desconhecê-la, morrendo a cada instante para a realidade da vida.
É preciso se conhecer, para poder entender e compreender que o encantamento pela vida material e por todos os seus pertences é mesmo a cruz pesada que se volta contra o vivente encantado, para ludibriá-lo cada vez mais, lapidá-lo, massacrá-lo e que, se esse vivente não acordar desse encantamento é destruído e liquidado por aquele encantamento, admitido por ele mesmo.
Então, quem é o culpado?
O próprio vivente que, apesar de tantas provas da nulidade dessa vida artificial, que o leva , a cada passo, a uma conclusão de desacertos e sofrimentos, lágrimas e dor, continua admitindo este encantamento por tudo quanto é da vida da matéria, visível e invisível.
A missão do pensamento e da imaginação é esta: lapidar para acordar. Acordar para sair à busca da verdadeira realidade, da verdadeira vida.
Mas, o vivente teimoso, renitente no sono profundo, quer, por indolência, continuar dormindo.
É como uma criança ou jovem, acomodado em sua cama, envolto no conforto das cobertas e do travesseiro que lhe forem dados, à custa de sacrifícios por seus pais.
E, assim, não quer levantar na hora certa em que é acordado, para se aprontar para ir para escola ou para o trabalho, porque não enxerga os dias vindouros, em que não terá mais aqueles pais para continuar mantendo o conforto daquela cama, que lhe propicia o sono e o descanso do dia a dia.
Então, pelo amor de seus pais por aquele filho ou filha, por seus pais já terem a muito entendido a dureza e as dificuldades da vida lá fora, esses pais, para o bem daquele filho ou filha, precisam tomar providências enérgicas para tirar do sono aquele inconsciente dorminhoco.
Mas, ele não entende. É inconsciente. E ao invés de se comover com aquela prova de amor, que são as enérgicas providências para tirá-lo da indolência e falta de realidade, não, acorda mal humorado, quando não se volta agressivo, violento e cheio de reclamações contra os seus zelosos pais.
Minha gente, assim está a humanidade em relação à nossa Mãe Natureza.
Que chegou a hora de seus filhos acordarem do sono de pedra da matéria, chegou a fase de todos se aprumarem, conhecendo a verdade sobre a vida embusteira, a vida da matéria e, ao mesmo tempo terem conhecimento da vida verdadeira.
Todos dormindo! E ela, já há 75 anos vem chamando todos para acordar para a nova vida, a vida verdadeira, através da Fase Racional, a fase do desenvolvimento do raciocínio.
Seus filhos são todos diferentes. E, assim, uns tantos, obedientes, filhos atentos aos seus chamados, já se levantaram, já acordaram e estão caminhando firmes, unidos e coesos nesta jubilosa estrada Racional, surpresos com tantas verdades que vão tomando conhecimento na Fase Racional e sobejamente agradecidos pelos benefícios reais e eternos que vão adquirindo ao passarem a se conhecer e conhecer a verdade das Verdades sobre a vida pantomineira, a vida da matéria, e a vida real, eterna, a vida Racional.
Como é lindo, sublime, passar a se conhecer!
Saber com certeza absoluta, sem sofismas, sem mistificações, quem somos, de onde viemos, para onde vamos e como vamos!
E esses, que são os abnegados estudantes da cultura natural da nossa Mãe Querida, a Natureza, glorificados, engrandecidos, fortalecidos e agradecidos por tudo que estão passando a conhecer, entender, compreender e saber, sentem o dever sagrado de anunciar a toda humanidade o caminho certo brilhante Racional, a todos que ainda não tiveram essa ventura de conhecer a Luz Verdadeira, a Luz Racional, a Luz da Divina Providência!
E, assim, passam a viver, esses abnegados estudantes de Cultura Racional, dia e noite e noite e dia, dizendo aos seus irmãos que ainda estão dormindo:
“Acorda, minha gente, para a fase do desenvolvimento do raciocínio, porque a fase do pensamento terminou desde 1935!”
Esses abnegados estudantes, esses filhos obedientes da nossa Mãe Natureza, não têm mais tempo para futilidades, para passeios, para diversões, para conversas fiadas, para se meter na vida alheia e, muito menos, para contemplar o mal que é a matéria. Já se desencantaram!
Encaram a matéria como ela é, um nada ser, dela adotando somente o mínimo necessário para sua sobrevivência.
Sabem por quê?
Por já possuírem a consciência positiva Racional, despertada pelo desenvolvimento de sua mente superior, que é o raciocínio, a Glândula Pineal, que já se encontra em grande evolução, a caminho de sua ligação com a vida eterna.
E como possuidores dessa sagrada consciência, que é o raciocínio, o raciocínio lhes guia e dirige somente para o bem puro verdadeiro, o bem Racional, que é o de fazer o bem sem olhar a quem, amando verdadeiramente o próximo como a si mesmo. E que esse fazer o bem sem olhar a quem, amando o próximo como a si mesmo, consiste na divulgação do Conhecimento de Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto, dia e noite e noite e dia, de todas as formas, jeitos e maneiras, para levar a toda a humanidade a oportunidade de sair do sono de pedra material em que se encontra e acordar para a Verdade das verdades que é Deus Verdadeiro, o RACIONAL SUPERIOR, o RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS e a ENERGIA SUPERIOR A TODAS AS ENERGIAS.
Só um RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS, tem força e poder para libertar a humanidade dessa escravidão de matéria, onde o realejo toca uma música só: sofrimento e mais sofrimento, que tem sido o guia de todos, a cruz de todos.
O pensamento, no cumprimento de sua missão, passou eternidades nos lapidando, trabalhando incansavelmente dia e noite e noite e dia, para nos preparar para a fase que ora está em vigor, a FASE RACIONAL.
Mas, com todo o trabalho árduo e exaustivo do pensamento, a humanidade, em maioria, continua encantada com a matéria, querendo fazer desta vida de matéria, sua vida verdadeira.
E não pode, porque está indo contra a Mãe Natureza.
Querem manter a mentira como se fosse verdade. Todos encantados com essa balofestia, onde tudo é aparência só, como um intragável pão bolorento.
É como se diz: “Por fora, bela viola, por dentro, pão bolorento.” E assim é a matéria e toda e qualquer vida que na matéria se baseia, uma vida nula, sem sentido e sem proveito algum.
E é assim que está a vida de todos que não se conhecem. E por estar assim, o pensamento, o Senhor Magnético, em sua retirada da Fase em vigor, a Fase Racional, vai levando consigo para as classes inferiores de bicho irracional, esses e essas que persistem no sono de pedra do encantamento com a matéria, para que, assim transformados, vivendo como irracionais à mercê do tempo, debaixo do sol escaldante, das chuvas e tempestades, do frio irresistível, sem ter onde se esconder e se proteger, passem a entender o que é a matéria, para resgatar a dívida hedionda de ter se recusado a se conhecer, pelo desenvolvimento do raciocínio.
E se fosse só isso, ainda estaria muito bom. Mas, vão descer de classe, vivendo como irracionais, tendo consciência de que já foram gente, mas que se descuidaram da oportunidade divina verdadeira que lhes foi dada pela Mãe Natureza, para desenvolver o seu raciocínio e voltar ao seu verdadeiro estado natural de Racional puro, limpo e perfeito, no seu verdadeiro mundo de origem, o MUNDO RACIONAL, o mundo dos eternos.
Que pena! Deixar de ser eterno, junto do Verdadeiro Deus, o RACIONAL SUPERIOR, para viver como um irracional comandado pelo Senhor Magnético, que é quem comanda a classe dos irracionais, os quais, quando foram gente, se encantaram pela matéria, por teimosia, rebeldia e indolência.
Acorda, minha gente, enquanto é tempo. Deixem de lado essa cruz pesada da inconsciência, essa cruz do encanto, do sofrimento e do pranto.
Avante raciocinar, porque o pensamento não foi feito para acertar!
http://www.culturaracional.com.br
http://www.encontroracional.com.br

Read Full Post »

 

É humanamente impossível para qualquer que tenha um pingo de sentimento, não refletir sobre o sofrimento pelo qual passa a população do Japão desde 11 de março, sexta feira passada.
Impressionante o poder da natureza, cuja força destrói cidades inteiras, modifica paisagens e tudo, de repente.
Temos vivido ultimamente sob o impacto de muitas ocorrências dramáticas de manifestações da natureza em sua nova fase.
Ela é a Dona da casa, dessa casa, a Terra, que a humanidade, como péssima hóspede, não tem sabido respeitar.
Aqui chegamos e encontramos tudo pronto para nos manter com fartura e abundância. Nada deveria faltar a ninguém.
Mas, a ambição e a ganância, somadas à vaidade de se julgar uns melhores do que outros, fez com que a humanidade desenvolvesse o materialismo desenfreado, arquitetando sistemas econômicos e financeiros sem o crivo do bom senso, que tem favorecido uns com tanto a ponto de botar fora, em detrimento de outros, em miséria absoluta.
A Natureza é de transformações. E nessas transformações tem o poder maior para, através delas, colocar tudo e todos em seus devidos lugares, porque não há efeito sem causa.
O ser humano peca por desconsiderar a natureza como um SER VIVO e soberano. De inteligência ímpar e de justiça implacável.
Perante nossa Mãe Natureza, quem é capaz de dizer que vale alguma coisa?
Portanto, é prudente ouvir a Mãe Natureza e respeitá-la em todas as suas manifestações, pois, todas elas têm um grande recado aos seres humanos.
A casa é dela, não é nossa, porque nós não somos daqui. E temos insistido em dizer isso aqui neste espaço. E sendo passageiros neste mundo, de vida provisória e passageira, por que montamos um sistema de vida com tantas complicações, com tantas sofisticações, sacrificando matas, rios, oceanos, a fauna e o ar?
A resposta é muito simples, foi a vaidade, a ganância e a ambição que fez com que o ser “humano” se sentisse dono da Natureza – que absurdo, dono da Natureza!
Aí houve a inversão de valores. A anfitriã passou a ser considerada serva, e os hóspedes avocaram para si todos os direitos sobre a morada, que nunca lhes pertenceu.
Mas, os abusados se esqueceram que nada são e que a natureza tudo é.
Se a humanidade tivesse se preocupado ao longo dos milhões de anos em que na Terra se hospeda, com a simplicidade, o amor verdadeiro por todos os elementos da natureza e sua preservação, a própria Natureza, que nos gera, cria, comanda e mantém, teria orientado todos para o desenvolvimento de um progresso natural, com ênfase ao amor ao próximo como a si mesmo e a valorização do SER, ao invés do TER.
Mas, a humanidade sempre foi rebelde, nunca esteve satisfeita com o que recebe. Achou muito pouco as matas com seu ar medicinal, com suas frutas riquíssimas e demais alimentos, não se sentiu feliz com a grandeza dos rios, cachoeiras e mares igualmente ricos de alimentos, não respeitou a fauna, não agradeceu ao sol, a lua, as estrelas, à terra que tudo sempre gerou com desprendimento.
O ser “humano” não aprendeu com o desprendimento da Natureza, sempre se imolando para nos alimentar e vestir.
Não se conformou com a vida singela do campo, onde bastava um pomar, uma horta, um fogão à lenha e a família unida, trabalhando para se manter e tendo tempo de sobra para aprender com a Natureza.
E a Natureza, como Mãe extremamente bondosa, foi fazendo o gosto e a vontade desses hóspedes que adotou como filhos.
Agora estamos vendo o resultado de tudo que plantamos nas vidas passadas: ninguém entende ninguém, o desequilíbrio moral, físico e financeiro tomou conta do mundo. E qual é a causa? A falta de obediência às leis naturais, que fez com que o ser “humano” somente pensasse e imaginasse, mas, jamais RACIOCINASSE.
E ainda têm a coragem de dizer que raciocinam, porque não sabem o que é raciocínio.
Quem raciocina conhece a linguagem universal que nos habilita ouvir e entender a voz do sol, da lua, das estrelas, das águas, da terra, dos animais e dos vegetais. Entende e se comunica também com todos os elementos invisíveis mantenedores de todo o existente.
Para ver como ninguém raciocina, pois, nem os próprios “humanos” se entendem entre si.
E, assim, pela falta de conhecimento verdadeiro da vida, a humanidade há muito se desligou da natureza, passando a viver contra ela, deixando de ter as orientações certas da Natureza para se proteger, com segurança, dos lugares marcados para ocorrências naturais fatais.
De forma, que pelo desconhecimento da vida, os seres “humanos” passaram a ocupar áreas que não deveriam ocupar, passaram a utilizar recursos da Natureza os quais não deveriam nem tocar, inventando coisas desnecessárias para o equilíbrio humano.
Tudo errado, por tudo ter sido fruto do gosto e da vontade sem limite.
Agora, a Natureza, desde 1935, providenciou uma nova fase, para dar a todos a oportunidade de se conhecerem pelo desenvolvimento do raciocínio.
Encomendou a Fase Racional, trazendo a cultura do nosso mundo de origem, a CULTURA RACIONAL, onde todos conhecerão o princípio e o fim do mundo, para que aquilatem o quanto todos erramos, porque erramos e como reverter essa situação para uma situação de acertos, através do desenvolvimento da mente superior, que é o raciocínio. Nessa cultura, finalmente, vamos aprender a raciocinar.
E quando todos estiverem raciocinando, não haverá mais catástrofes, pois, não haverá mais necessidade de providências drásticas da Mãe Natureza para colocar as coisas nos seus devidos lugares, porque tudo caminhará como a anfitriã determina e, não, de acordo com os gostos e vontades de seus hóspedes, que somos nós.
O entendimento será universal entre tudo e entre todos e o mundo será, finalmente, um Verdadeiro Paraíso Racional. Mas, para que isso aconteça, cada qual tem que fazer somente a parte que lhe compete, desenvolver o seu raciocínio estudando a CULTURA RACIONAL, nos Livros Universo em Desencanto.
Que a tragédia do Japão traga este saldo positivo: a reflexão e opção de todos pelo verdadeiro bem, o raciocínio, porque com o pensamento ninguém resolve mais nada, já que a fase do pensamento terminou em 1935. Procurem se certificar de tudo isso, para o seu próprio bem e o de toda a sua família.

Read Full Post »

Older Posts »