Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pensamento’ Category

 

https://i1.wp.com/morrademedo.com/wp-content/uploads/2011/02/Da-onde-vem-o-medo.jpg

Hoje vamos comentar sobre o medo.
Sim, sobre o medo. Chamando à atenção sobre os grandes prejuízos que o medo tem causado à humanidade.
Que o medo, minha gente, é, em súmula, um pensamento negativo que toma conta de nossos seres pela falta de conhecimento verdadeiro DA VIDA.
Já repararam como as pessoas andam por aí desconfiadas uns dos outros, como se o seu semelhante tivesse o poder de lhe prejudicar a qualquer momento, como se cada irmão tivesse superioridade, um em relação aos outros?
Ora, minha gente, ninguém é melhor do que ninguém! Os prejuízos que sofremos são causados, na verdade, não pelos nossos semelhantes, porém, pela nossa falta de conhecimento verdadeiro da vida, que nos deixam sem defesa em relação à ação externa: o não saber lidar com tudo e com todos, por falta de conhecimento verdadeiro de tudo, de todos e de si mesmo.
Todos estamos no mesmo barco, sendo todos nós impotentes e sem qualquer ação perante à Natureza, enquanto não tivermos profundo conhecimento dela e de nós mesmos.
A mesma Natureza que tem o poder incrível de fazer um vulcão entrar em erupção, de fazer do nada um tornado nascer e destruir toda uma cidade construída por longos anos, de espalhar em segundos pelo mundo inteiro uma epidemia, é a mesma Natureza que nos gerou, criou, mantém e governa 6,6 bilhões de pessoas no mundo ao mesmo tempo e, não só as pessoas, mas, os animais, os vegetais, os minerais, enfim, governa o tudo existente.
Ela é quem tem o poder de construir e de destruir, por ter o poder de ver tudo e todos por dentro e por fora.
E, por assim ser, é quem tem o juízo correto sobre cada ser, dando a cada um aquilo que fez por onde merecer.
E porque tem todo esse poder?
É porque a natureza é de DEUS.
E, me perguntam vocês: o que isso tem a ver com o medo?
Muito simples. O medo é um sentimento que corresponde à lacuna da falta de saber verdadeiro dentro de nós. O desconhecimento da vida, traz insegurança para viver. A insegurança para viver, gera o medo.
E este saber verdadeiro, minha gente, é o saber natural, o saber completo sobre a vida que nos harmoniza com a vida, que está na Natureza, por ela ser a VIDA, dona de todas as vidas.
A pessoa nasce, vive, locomove-se, trabalha, diverte, procria, desconhecendo que tudo isso é feito pela Natureza, à custa de muito trabalho, comandando vários reinados invisíveis poderosos, com sua grande hierarquia, e este comando é feito pela Natureza, respeitando todos esses reinados e toda essa hierarquia. E não erra. A Natureza não erra. Incrível mesmo o seu poder!
Pela falta de conhecimento da vida, a pessoa ignora a infinidade de providências que a Mãe Natureza, através desses reinados, tem que tomar para tornar possível uma geração, um nascimento, um crescimento, um desenvolvimento, uma evolução e uma transformação, que é a morte.
E tudo isso no campo invisível, para depois de providenciado no mundo invisível, fazer o efeito correspondente no mundo visível.
A Natureza não pára, todos os reinados que dela fazem parte, da mesma forma. Não há descanso, não há lazer; somente trabalho e mais trabalho.
Até para que possamos dormir, descansar e divertir, lá estão todos os reinados em ação, trabalhando e garantindo todas as ações dos seres humanos.
Gente querida, quando todos tomarem conhecimento de tudo isso, chegarão à conclusão da nossa inutilidade aqui na vida da matéria, terão vergonha de nossa posição de verdadeiros parasitas que somente sugam a Natureza e dela tudo recebem, sem terem nada a dar. Nenhum de nós faz nada, ela é quem tudo faz.
E ao tomar consciência verdadeira positiva de tudo isso, sentirão uma vergonha muito grande, pelo descaso nosso para com nossa Mãe Natureza, ao longo desses milhões de milênios que aqui na Terra estamos, vivendo sem nos conhecer e sem conhecer nossa Mãe Querida.
E ao nos tornarmos conscientes de tudo isso, muito naturalmente, reconheceremos nossa irmandade sagrada, consagrada pelo raciocínio. E o pensamento, esse vivente invisível lapidador, cansado de tanto trabalhar para nos lapidar, para enxergarmos a verdade e nos desprendermos da matéria, finalmente poderá ter sua merecida aposentadoria.
Aí, enxergaremos cada qual como um igual nosso, não haverá mais medos, do visível nem do invisível, que esses medos serão substituídos por um amor divino, incondicional, que unirá todos independe de raça, sexo, idade, classe social e instituição a que pertença.
Aliás, as instituições se transformação da diversidade para a unidade, porque a função de todas será uma só, a de manter e evoluir a união da nação única que será o mundo, porque a esta altura, todos farão parte de uma só raça, a raça de onde somos originários, a raça Racional.
E por isso não haverá mais medos, porque estaremos todos equilibrados, conscientes Racionalmente, nos beneficiando desse poder incomensurável da nossa Mãe Natureza, que estará voltado todo para a felicidade de todos, por não haver mais necessidade das lapidações.
Calculem uma força poderosa como a de um furacão, utilizada não mais para a destruição, mas, somente para a paz, o amor, a fraternidade e a concórdia!
Tudo de ruim não terá mais necessidade de existir.
Nossos irmãos invisíveis responsáveis pela missão do mal, ficarão muito felizes de ficarem livres dessa missão árdua que terrivelmente os lapida; e os lapida muito mais do que a nós. Eles sofrem muito! Eles sofrem demais!
Portanto, não haverá mais medos, porque a sabedoria tomará lugar do medo, e essa sabedoria será uma só, será a sabedoria da Natureza. E, assim, o que um saberá, todos saberão. O que um concluirá, todos concluirão.
A tudo isso se dá um só nome: RACIOCÍNIO.
Essa vida DIVINA RACIONAL está próxima, meus amados, mas, está dependendo de que todos tomem conhecimento dessa sabedoria, que está condensada nos Livros da Cultura da Natureza, Universo em Desencanto.
Olha, minha gente, acreditem, por favor! Se todos começarem a estudar estes Livros, com seriedade, persistência e paciência, lendo todos os dias, acalmaremos nossa Mãe Natureza que está muito cansada e revoltada de ser ignorada, humilhada e desprezada por seus filhos que somos nós.
Espalhem esta recomendação para toda sua família, para seus amigos, colegas e até para desconhecidos.
Vamos, unidos no raciocínio, fazer com que as hecatombes que estão por vir, poupem o maior número de cidades possível.
Esse é um pedido de todos aqueles que já tiveram provas e infinidades de comprovações da força da ENERGIA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto. É um pedido dos estudantes de CULTURA RACIONAL.
Procuremos viver. E para viver, somente unidos à VIDA DONA DE TODAS AS VIDAS: a NATUREZA, através do desenvolvimento do raciocínio.
Unidos à Mãe Natureza ela proverá tudo de bom e de melhor para todos, por ter sido desvendado o enigma do medo, pela união de todos pelo desenvolvimento do raciocínio.
http://www.culturaracional.com.br
http://www.encontroracional.com.br

Read Full Post »

 


O que é natural é tudo aquilo que pode ser sem prejuízo de ninguém.
Então, natural é RACIONAL, porque RACIONAL é pureza, e a pureza não traz prejuízos a ninguém.
Portanto, onde existe sofrimento, não existe o natural, porque o sofrimento é a conseqüência da lapidação daquilo que está fora do natural.
Tudo que distorce do natural, da pureza, do RACIONAL, precisa ser lapidado para retornar ao natural.
Assim, os pais lapidam seus filhos. Os filhos lapidam seus pais. O homem lapida a mulher e a mulher lapida o homem. A natureza deste mundo em que vivemos nos lapida de várias formas, jeitos e maneiras, e nós lapidamos a natureza com o nosso desequilíbrio.
E, assim, o mundo em que vivemos é um mundo em lapidação, um mundo de sofrimentos e dores.
E se o mundo em que vivemos é de sofrimentos e dores, está visto que é um mundo fora do seu natural.
Sofrem os animais Racionais, sofrem os animais irracionais, sofrem os vegetais, sofrem os minerais, sofre toda a natureza deste mundo em que vivemos. Sendo essa natureza, portanto, uma natureza fora do seu estado natural. Isso nos leva a concluir, não se tratar essa natureza, da verdadeira natureza, pois, natural é tudo aquilo que pode ser sem prejuízo de ninguém.
Esse mundo em que vivemos, um mundo de predadores, os mais fortes engolindo e destruindo os mais fracos, não pode mesmo ser um mundo natural!
Mas, como não há efeito sem causa (todo feito tem sua causa, toda causa tem sua origem e toda origem tem sua base), precisamos conhecer a causa deste mundo de sofrimentos, a origem da causa dele e a base da origem da causa dele, para, assim, termos condições de colocar fim no sofrimento deste mundo, porque sofrimento é algo que não faz graça prá ninguém rir.
Sim, porque quem conhece as causas, a origem das causas e a base da origem das causas, tem condições de entender os efeitos. Conhecendo as causas, a origem das causas e a base de origem das causas, corta os efeitos.
Então, o que é fundamental na vida de todos nós? Conhecer a natureza verdadeira, origem desta natureza desequilibrada da qual fazemos parte.
Mas, não só isso, é preciso entender, compreender e saber o porquê esta natureza em que vivemos, apesar de ser originada de uma natureza superior, se tornou uma natureza inferior. O porquê se degenerou e deformou de superior para inferior.
Ou seja, precisamos conhecer nossa origem verdadeira, com base e com lógica provadas e comprovadas, para termos a segurança indubitável de um novo rumo a tomar em nossas vidas, baseados nas leis naturais desta natureza superior. Só mesmo assim, procederemos à reconstrução do mundo em que vivemos, com novos valores e entendimentos, valores e entendimentos esses correspondentes ao natural verdadeiro.
E é por isso que já está na Terra a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto, a cultura natural da natureza, trazida do MUNDO SUPERIOR, o MUNDO RACIONAL, ao mundo inferior, o MUNDO RACIONAL DEFORMADO. Nessa grandiosa cultura todos nós encontramos, da forma mais simples e clara, todas as causas de todos os efeitos, as origens das causas e a base de origem das causas de tudo e de todos. E nesse encontro RACIONAL, passamos a nos conhecer e a conhecer tudo e todos: de onde viemos, como viemos, para onde vamos e como vamos.
E nesse COMO VAMOS, aprendemos a importância de não mais contemplar todo o mal que sempre nos lapidou e fez sofrer. Os olhos e os ouvidos devam de estar voltados para a natureza verdadeira, abertos e elevados para o natural verdadeiro e hermeticamente fechados para tudo quanto não é de natural, ou seja, para tudo aquilo que seja em prejuízo de qualquer que seja, incluindo nós mesmos.
E como a fala é própria dos bichos, essa somente deva ser utilizada tão somente para fazer com que o natural verdadeiro seja conhecido, entendido e compreendido por todos e para as coisas necessárias da sobrevivência, que não podem deixar de ser feitas.
Esse COMO VAMOS é a parte mais melindrosa da reconstrução deste mundo desequilibrado em que vivemos, para que o tornemos um mundo de paz e de concórdia, um mundo natural.
Estamos numa gigantesca escalada, onde a prudência, a calma e o desprendimento são atitudes imprescindíveis.
Muitos se unirão nessa subida. E os que vão ficando de fora, por livre arbítrio, pois a vontade é livre, esses procuram de todas as formas, jeitos e maneiras nos demover de nossa determinação para o BEM. Esses se viram contra nós sempre que são ajudados, deixando clara sua triste opção de continuar num mundo de transformação para classes inferiores.
Não devemos nos importar com as ingratidões, utilizando-as como degraus para nossa subida, mantendo nossas mentes firmes em nossa meta final: voltar ao nosso estado natural de RACIONAL puro, limpo e perfeito.
Não faltarão também aqueles e aquelas que procurarão nos fazer voltar atrás em nossa escalada, prejudicando-nos materialmente, moralmente e, às vezes, até fisicamente.
Nada disso deve nos demover do nosso caminho. Nossa atitude deva de ser uma só: dar importância ao que é de importância, que é o BEM VERDADEIRO. Dar valor ao que é de valor: o BEM VERDADEIRO. O mal não tem importância alguma e muito menos, valor.
Assim, RACIOCINANDO, vamos nos tornando cada vez mais fortes, vencendo o mal, que cada vez se enfraquece mais, pois, tudo que foge ao BEM VERDADEIRO, RACIONAL, torna-se cada vez mais enfraquecido, até se extinguir totalmente.
E todo o mal é ação do pensamento magnético, cuja fase já terminou na natureza, desde 1935, por ter entrado na natureza a fase do desenvolvimento do raciocínio, a fase do retorno ao nosso verdadeiro estado natural de RACIONAL puro, limpo e perfeito, no nosso Verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
E é por isso que todos aqueles que já optaram por RACIOCINAR SEMPRE E PENSAR NUNCA, trazem consigo, dia e noite, noite e dia as seguintes sábias palavras:

“VER, OUVIR E CALAR, FICA BEM EM TODO LUGAR.”

http://www.universoemdesencanto.com.br
http://www.webradio.universoemdesencanto.com.br
http://www.programaavozracional.com.br
http://www.boanoitebrasilracional.blogspot.com
http://www.encontroracional.com.br

Read Full Post »

 

Interessante como o ser humano está tão longe da realidade!
O bombardeio de informações que recebemos constantemente nos transforma em robôs controlados por elas e nem percebemos.
E como as más notícias são as que dão ibope, então são as que mais recebemos, que mais assimilamos e sem perceber nos anestesiam…
O problema do não perceber é que tempos atrás ficávamos estarrecidos quando começou o desrespeito, mas depois nos acostumamos, aí começou o roubo de galinhas e nos acostumamos, aí veio o assalto e nos acostumamos, aí começou o assassinato e nos acostumamos, também vieram as drogas que chocaram, destruíram famílias e nos acostumamos, aí veio o terrorismo e nos acostumamos, vieram as guerras e construíram armas em destruição de semelhantes e nos acostumamos, aí tudo isso evoluiu e nós acostumando, os crimes cruéis e nós acostumando, se adaptando às modificações, sem compreender o porquê de toda esta trajetória e não mais ligando para as coisas “menores”, pois tudo isso se sofisticou.
Uns dizem que é o fim do mundo, outros que são sinais dos tempos, outros que este mundo não tem mais solução, assim uns procuram a saída nas ciências filosóficas, outros nas científicas e outros não procuram explicações algumas, pois já se acostumaram e consideram tudo normal, seus sentimentos já secaram e quer ver tudo pegar fogo sendo que não tem mais nada a perder.
O pior de tudo é a humanidade não perceber que já se acostumou com situações que são consideradas “normais” e acha que está tudo certo, que é permitido, que não há abuso e desrespeito. Neste caso então, entra em cena a “Mãe Natureza” que tem vida, fecundadora de vidas e que mantém todas as vidas, para alertar sobre os crimes hediondos que praticamos contra as “leis naturais”, puxando as nossas orelhas com terremotos, tufões, furacões, maremotos, tsumanis, vulcões, frio de matar, calor de matar, etc.
Estamos em forma de “bichos Racionais”, vivendo como “monstros Racionais” e nos considerando “animais Racionais” e cada dia mais distante de sermos “Racionais”.
* “Abro um parêntese neste texto para dizer que sempre fomos um povo “guerreiro, sanguinário” desde o início, que o mundo em sua biografia é marcado por guerras, mortandade e que evoluiu de monstros para selvagens, depois para civilizados e que está se perdendo, seguindo o caminho de monstros novamente”. Disserto sobre o tempo atual.
Prosseguindo…
O massacre de informações nos deixa cada vez mais sem identidade, pois esta a perdemos no princípio desta criação; hoje somos o que comemos, o que vestimos, o que possuímos, com quem convivemos, o título que nos é dado, o que temos, nossos gostos, nossas vontades, como nos vêem e pelo pseudo sucesso. Resumindo: “Somos o que aparentamos e não o que somos na realidade”. Estas aparências são as que mais nos enganam, nos magnetizam e nos fazem magnetizadores, nos enganando e enganando aos outros conscientemente ou inconscientemente, pois tudo acontece tudo sutilmente como se fosse uma grande armadilha muito bem arquitetada com manhas e artimanhas elaboradas por “criações” nossas mesmo.
Pessoas com estereótipos criados como santos, belos, caridosos, sábios, anjos, não demonstram quem são na realidade, por isso somos pegos de surpresa com atitudes que jamais desconfiaríamos, e o pior é que também somos atores neste enredo. Somos vítimas e autores de atitudes que jamais acreditamos em presenciar e cometê-las.
Temos que tomar cuidado com as “informações” que recebemos através da mídia e sociedade, assim como dos pensamentos e imaginações que nos passam pela cabeça.
O marketing de consumo que cria ilusões e um mundo perfeito deveria ser veiculado com responsabilidade, pois ele pode alimentar como alimenta, uma mente enfraquecida a valorizar um algo material mais do que uma vida. Por isso vemos diariamente as notícias de crimes originados por valores invertidos de uma sabedoria poluída, enfraquecida, degenerada e às avessas.
Este marketing está impregnado nos mínimos detalhes e não é preciso chegar ao extremo de tirar uma vida, mas é também a razão de muitas discussões dentro de casa, no trabalho, no trânsito, nos relacionamentos em geral. Qualquer tipo de discussão por algo, onde se afeta o próximo de alguma forma, machucando-o moral ou fisicamente, já demonstra que foi afetado. Este por si só não é o responsável pelas mazelas do mundo, mas é o alimento para seres doentes que se tornou a humanidade.
Quando iremos substituir o marketing de consumo pelo da realidade, do amor ao próximo como a si mesmo, de fazer o bem sem olhar a quem? Onde está o marketing do respeito, da saúde, da paz, da união? Onde está o marketing da abnegação? Onde está o marketing do quem somos nós e por que assim somos? O que existe hoje é irreal, inconsciente, enganoso, falso e politicamente correto apenas.
Não sejamos mais robôs comandados, mas busquemos a nossa identidade verdadeira de seres divinos há muito perdida.
A finalidade do marketing é conquistar a mente e o coração do seu “adepto”, mas lembre-se que a morte também é declarada quando estes dois órgãos falecem.
Não sejamos mortos-vivos, mas sim, seres comandantes de nossos destinos. Vamos fazer uma lavagem cerebral, tirar toda esta lama impregnada em nossos cérebros e os lavarmos com a fonte Racional e seguirmos em direção à vida verdadeira e eterna!
Como? Estudando os Livros Universo em Desencanto de CULTURA RACIONAL!
Salve! SAÚDE e PAZ para todos!
(Texto de Fernando Luchetti, SP)
http://fernandoluchetti.blogspot.com/

Read Full Post »

ATYAAABO0H4WjBryBJzwfvFtC4VQTA--st7_DNGmIoSD8haFyS52FMUQ7j5aaH0uH63vXCEZRiwS-cS6z6917icWl7jdAJtU9VC6BdyeKVNsVXaxAscOsRIFYFUX3A

A Natureza é a vida dona de todas as vidas, formada pelas sete partes que compõem este conjunto elétrico e magnético, que é o mundo em que vivemos. Então nessas sete partes: o sol, a lua, as estrelas, a água a terra os animais, e os vegetais, estão as essências de formação da vida humana e das outras vidas. A Natureza é a responsável, com seus processos de lapidação e transformação, de preparar a humanidade para atingir a condição de amadurecimento necessário para o desenvolvimento do raciocínio e com isso todos podermos voltar a nossa condição original de racionais puros, limpos e perfeitos.

A Natureza é tambem de origem pura, limpa e perfeita e que hoje se encontra nestas condições de deformada, degenerada, poluída e enfraquecida aguardando o nosso retorno ao nosso verdadeiro estado natural, para que ela tambem possa voltar a sua condição original. E por isso, trabalha dia e noite, noite e dia, sem parar, para que, o mais rápido possível, possamos todos voltar para casa, deixando esta condição deformada, degenerada e poluída.

Por meio de suas energias, a Natureza gera tudo, sustenta tudo e todos, governa tudo e todos, transmitindo aos seus feitos tudo que é preciso e necessário existir para nossa evolução racional.

A Natureza tudo é e seus feitos são tudo aquilo que a Natureza determina que sejam, onde o livre-arbítrio dos animais racionais é condicionado as contingências naturais, nas no quais ele está inserido e de sua formação biológica neste contexto natural.

Todos somos governados pela Natureza através do nosso pensamento e nossa imaginação, ela é a grande responsável pelas mudanças de modos e meios de vida, e periodicamente, faz as mudanças para abreviar o máximo possível o tempo de nossa permanência nesta condição deplorável de sofredores e mortais. Todos os movimentos naturais têm como objetivo a evolução da humanidade, para o retorno de tudo e de todos ao estado original. E por a evolução ser um imperativo da Natureza, ela não negocia seus direitos, de forma que, para não sucumbirmos em meio a esse processo evolucionário, não podemos ficar parados no tempo e muito menos ligados ao passado. Para correspondermos a Natureza e à nossa natureza temos que, caprichosamente, acompanhar a evolução da vida, persistindo no estudo diário para a melhor compreensão de toda existência e de nós mesmos. Por isso, aí está a cultura natural da Natureza, a Cultura Racional, para a ligação de todos nós à Vida geradora de todas as vidas eletromagnéticas, a Natureza .

Read Full Post »

 

Não existe efeito sem causa.
Cultuar o efeito é prova de desconhecimento da causa.
A matéria é o efeito. A causa é o antes de ser matéria: energia.
Quem se conhece, desliga-se do efeito (matéria) e se liga à causa (energia) e à causa da causa (energia pura).
Ligando-se à energia, vai saber e conhecer a existência de campos de vibração diferentes: o positivo aparente e o negativo.
Positivo aparente porque pertence ainda à vibração material, pertence ao campo espiritual, das experiências. Umas dando certo, outras, não.
Mas, como não há efeito sem causa, vai procurar se ligar à causa deste campo espiritual, experimental, encontrando a causa da causa: a origem.
Aí, encontra a VERDADE.
Dimensão SUPREMA, RAZÃO de tudo e de todos: do sol, da lua, das estrelas, da água, da terra, dos animais e dos vegetais, visíveis (matéria bruta) e invisíveis (matéria fina). Sendo tudo isso uma degeneração, deformação e poluição de PARTE da ORIGEM.
E quem tudo isso passou a conhecer, com provas e comprovações em si mesmo, não discute mais com ninguém. Por saber e conhecer que as discussões são de quem ainda não conhece a VERDADE.
Somos aparelhos, tal qual um aparelho de rádio. Com parte elétrica e magnética e RACIONAL. Somos Habitantes de um Mundo Superior, muito acima do universo em que vivemos, o MUNDO RACIONAL, que, pelo uso do livre arbítrio, nos materializamos como máquina do raciocínio.
Então, ficamos divididos em duas classes: classe de cima, do MUNDO RACIONAL, que é o Habitante do MUNDO RACIONAL, materializado em forma de animal Racional e, daí, surgiram as duas classes: a de bicho Racional, que é o corpo de matéria, e o raciocínio, que é um Habitante do MUNDO RACIONAL, materializado em máquina do raciocínio.
Então, a parte de bicho Racional, comandada pelo pensamento e a imaginação, seres invisíveis elétricos e magnéticos (o bem aparente e o mal). E a parte do Habitante do MUNDO RACIONAL, materializado como máquina do raciocínio (Glândula Pineal), comandada pelos seres invisíveis Habitantes do MUNDO RACIONAL, neste Terceiro Milênio (fase DELES), através da nossa ligação à ENERGIA do MUNDO RACIONAL, a ENERGIA RACIONAL.
Assim sendo, todos são porta-vozes do mundo que é o elétrico e magnético, enquanto não passarem a se conhecer, pelo desenvolvimento do raciocínio.
A pessoa é comandada pela energia a que está ligada. E para se ligar ao MUNDO SUPERIOR, o MUNDO RACIONAL, e ser comandada por ELE, tem que conhecer a Cultura desse Mundo Superior, a Cultura Racional.
Enquanto não conhecer os procedimentos e comportamentos pertinentes ao MUNDO RACIONAL, continua ligada ao campo da deformação, elétrico e magnético, sendo, querendo ou não, comandada para sua auto-lapidação e destruição, que é o que acontece no mundo há milhões de milênios.
Todos que não se conhecem, pelo desenvolvimento do raciocínio, nada fazem e nada nunca fizeram. São simples ferramentas do pensamento e da imaginação, que são energias geradas no chão, quando nos extinguimos e nos deformamos no chão.
Razão porque o pensamento e a imaginação, não têm, como nunca tiveram condições de nos esclarecer quem somos, de onde viemos, como viemos, para onde vamos e como vamos, por terem sido formados de uma deformação e desconhecerem a origem de tudo e de todos.
E as discussões existem, por falta desse conhecimento, alimentadas pelo pensamento e a imaginação, para lapidação de todos que continuam ligados ao pensamento e à imaginação (duas energias do chão).
Quando passamos a nos conhecer pelo desenvolvimento do raciocínio, nos ligamos à ORIGEM VERDADEIRA, à VERDADE.
E quem está ligado à VERDADE, parou de discutir, por estar completamente satisfeito e realizado, por ter se encontrado com o seu verdadeiro SER, o SER RACIONAL.
E por se conhecer, sabe muito bem o que acontece com quem se transforma sem se conhecer nesta Fase Áurea do Terceiro Milênio, que é a sua transformação para a classe inferior de animal irracional, por ter se negado a desenvolver o seu raciocínio. Então, quem se conhece RACIONALMENTE, é um ser equilibrado e, portanto, quer o bem de seu próximo, cumprindo com o seu dever RACIONAL de divulgar o que todos estão precisando e necessitando, para a solução de todos os problemas de sua vida, que é o desenvolvimento do raciocínio, obtido no ler e reler, estudar e reestudar a CULTURA do nosso Verdadeiro Mundo de Origem, a CULTURA RACIONAL.
E, por isso, não discute com ninguém, apenas mostra o Caminho Verdadeiro da SALVAÇÃO de todos, respeitando o livre arbítrio de todos, pois, ninguém é obrigado a voltar pro MUNDO RACIONAL, para a nossa Morada Verdadeira, retorna quem quiser, porque a vontade é livre.
RACIONAL não discute com ninguém, porque se conhece e sabe reconhecer o seu lugar de RACIONAL e respeitar a vontade de quem quer continuar ligado ao chão, ao sabor das correntes fluídicas elétrica e magnética, pensamento e imaginação.
E quem não se conhece é um verdadeiro papagaio, que repete tudo que, há milhões de milênios, lhe vem sendo transmitido pelo pensamento e a imaginação, sem refletir sobre a base e a lógica de tudo que lhe fazem pensar e imaginar, por não se conhecer. Essa a causa de todo sofrimento no mundo, há milhões de milênios.
E papagaios não tem guarida no MUNDO RACIONAL, descem de classe, para continuar sendo comandados pelo pensamento e a imaginação, para fazer jus ao seu gosto e à sua vontade, porque a vontade é livre.
Eis o porquê quem discute, não se conhece!

Tel. 0xx 31 2255-0054, dentre outros.

Read Full Post »

 

 

Prestem atenção nesta foto.
Esse rapaz, como milhões de pessoas no mundo, ao findar de cada ano, fica na esperança de melhoras no ano seguinte.
Pensa que no próximo ele vai acertar.
Pensa, mas, não vai.
Por quê?
Olhem de novo para a foto, e vejam quem está ao lado dele: o dono do pensamento.
Aquele, que através da máquina do pensamento, existente em nosso cérebro, vai continuar irradiando no rapaz a vontade de beber.
Por isso, esse rapaz, não terá condições de acertar. E continuará desacertando, até se liquidar.
Assim, caminham todos que continuam se negando a desenvolver o raciocínio, essa potência divina, que se encontra também em nosso cérebro, no istmo do mesencéfalo, a Gândula Pineal.
Mas, precisa ser desenvolvida para poder funcionar.
Nela estão todos os acertos e a solução da vida de todos, porque nela está a origem da vida.
O pensamento foi criado pela Natureza para nos lapidar, tirar nossa rudez, selvageria e embrutecimento, através dos desacertos sem fim. E, assim, ficarmos preparados para iniciarmos um curso superior da vida.
O raciocínio, para acertar, para nos salvar, para nos desligar em vida da vida da matéria, dando um curso superior às nossas vidas, de verdadeira paz, amor e fraternidade.
O mundo caminha para dias brilhantes, muito ao contrário do que os pensadores apregoam e anunciam.
Brilhantes para quem desenvolver o seu raciocínio, estudando a cultura dele, a cultura desta nova fase da Natureza, a Fase do Terceiro Milênio, a Fase Racional, onde todos vão conhecer o mundo de sua raça e saber como voltar para ele, porque todos são de raça Racional.
E o Verdadeiro Deus, é um Raciocínio Superior a todos os raciocínios e uma Energia Superior a todas as energias, Habitante do Primeiro Mundo, o MUNDO RACIONAL, o mundo que deu causa a este segundo mundo em que vivemos, porque não há efeito sem causa.
E, assim, para que os anos vindouros sejam de acertos e, não de desacertos, é preciso que todos procurem conhecer a diferença entre pensamento e raciocínio, para pararem de pensar e passarem a raciocionar, porque o pensamento não foi feito para acertar.
(Nos Livros Universo em Desencanto, tel. 0xx 31 2555-0054, dentre outros).

Read Full Post »